Esse nosso universo, tão (potencialmente) amistoso

Pinterest

Albert Einstein, o renomado físico alemão, disse uma vez:

“O universo é um lugar amistoso? Esta é a primeira e a mais fundamental pergunta que todas as pessoas devem responder a si mesmas.”

A resposta que damos a essa pergunta determina como nos relacionamos com o mundo, com os outros, com nós mesmos e, de até certo ponto, atua como uma profecia autorrealizável: se encararmos o universo como um lugar amistoso, agiremos de acordo com essa premissa, o que muito provavelmente produzirá um mundo mais amistoso para nós mesmo; se encararmos o universo como um lugar hostil, o efeito será correspondente.

Universo_Amigavel_thumb

Embora Carl Sagan tenha respondido “O Universo não parece nem benigno nem hostil, mas meramente indiferente às preocupações de criaturas tão insignificantes como nós.”, o mero fato de estarmos aqui enquanto espécie, parece indicar que o universo é um lugar amistoso (favorável, embora não tão tranquilo) para a humanidade. Entretanto, podemos torná-lo ainda mais através do nudging (também conhecido como arquitetura da escolha).

B.F. Skinner, apontado como um dos psicólogos mais influentes do século XX, dizia que o ambiente era a parte do universo que entrava em contato com as pessoas e suas ações. Muito antes das mudanças climáticas (bom, “muito antes” em uma escala humana), Skinner também apontava a necessidade de mudanças comportamentais para que a espécie humana pudesse sobreviver. E para tal, apontava o ambiente como meio para mudança comportamental:

“Precisamos mudar nosso comportamento e só podemos fazê-lo mudando nosso ambiente físico e social.”.

Podemos mudar nossos comportamentos através do ambiente construído físico e social (esse nosso mundo, tão artificial). Através do nudging.

A proposta do nudging é influenciar as ações das pessoas através do pensamento projetual e do conhecimento científico. Com isso, ele acaba tendo essa função dupla: transformando o nosso ambiente construído, transformamos as ações das pessoas. E transformando as ações das pessoas, transformamos o nosso ambiente. Isto é, fazemos do mundo um lugar melhor para as pessoas (um universo mais amistoso) e da humanidade uma espécie melhor para o mundo.

Começamos a ciência observando o céu. Que nossos projetos aqui na Terra sejam tão inspiradores quanto…

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • Add to favorites
  • Email
  • Google Plus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *